CHAT DO BLOG

Você tem religião? Se tem, qual é?

domingo, 2 de janeiro de 2011

Depois do almoço, as irmãs cantam ( Casa do Caminho )

video

O Evangélco diz e o ateu diz...

O evangélico diz que o espírito nasce no mesmo instante que o corpo porque é a continuação do sopro divino, mas não sabem explicar porque que  uns nascem portadores de deficiências ou enfermos e outros nascem saudáveis, então preferem fugir a esta pergunta dizendo que Deus sabe de todas as coisas. Porém, na visão humana, não conseguem entender porque que Deus deu a um o corpo físico saudável e a outro um corpo frágil e doente, fazendo parecer que Deus é injusto. Já, o ateu diz que o organismo apenas sofreu um dano no momento de sua formação. Mas, o fato é que dois bebês vêm ao mundo no mesmo dia, mesmo horário e mesmo hospital, porém um nasce portador de uma enfermidade que o fará sofrer durante toda a vida e o outro nasce em condições de perfeita saúde. Complexo, não? O espiritismo responde a esta questão dizendo que a enfermidade ou a deficiência é uma necessidade daquele espírito que precisa passar por tal experiência devido à um histórico de vida em sua existência.
Assim como Jeová trouxe adiantamento para a humanidade no limite do que o tempo da ignorância podia receber, já que a humanidade não compreenderia luz mais expressiva devido o estado de espírito em que se encontrava. Da mesma forma Cristo veio trazer o amor num tempo em que a humanidade podia compreender, embora não poderia ainda praticar. Também o espiritismo nos trouxe conhecimento que ainda não temos como assimilar. Mesmo assim, a providência divina para a evolução da humanidade tem sido sempre fundamental e oportuna dentro de cada tempo. Cristo jamais poderia naquele tempo mencionar a relação dos mundos, não estávamos preparados, mas a codificação nos trouxe uma revelação que nos ajudou a compreender muito do que antes não tínhamos respostas. Antes, diante de uma situação como a dos bebês citados, ficaríamos pasmos, sem chão, tentando esconder dentro de nós a idéia de que Deus é injusto, mas com a luz da codificação podemos compreender estes fatores. Nisso, percebemos que não há mentira e nem animosidade no judaísmo antigo, assim como também não há equivoco no Cristianismo primitivo, pois tudo tem o seu tempo e, até mesmo a sabedoria tem o tempo certo de se manifestar para que o homem a entenda e a assimile.
Agora quero deixar um recado para a corrente espírita que desvincula Cristo do Espiritismo. Eu pergunto: “Como sendo espíritas “kardecistas”, desvinculam Cristo, se até mesmo os espíritos que revelaram para a codificação Kardecista com sabedoria revelaram a necessidade do Evangelho Segundo o Espiritismo? Sendo assim, por que estes espíritas ainda afirmam fervorosamente a importância da Doutrina se na Doutrina há um Evangelho que eles ignoram? Neste ponto lembremos novamente que não adianta estudar e conhecer se não tiver um coração de amor para se limpar de toda ignorância e, então mirar a luz da sabedoria divina. É por tudo isso que podemos afirmar que o amor basta. Apenas o amor basta. O resto é fermento. Diversificação de correntes é apenas fermento., multiplicidade de interpretações é apenas fermento. E o que vale mais, o fermento ou o pão?

Verdade Incontestável

Irmãos e irmãs, a vida antecede as ideologias, antecede as ciências, antecede as filosofias, antecede a metafísica e antecede as religiões. Antes de qualquer conhecimento espiritual, a vida sempre existiu, por isso não se esqueçam que estar na comunhão com os evangélicos, ou com os católicos, ou com os espíritas, ou com os judeus, ou com os céticos, ou com os ateus ou com qualquer grupo não altera e jamais alterará a verdade da vida. E a verdade da vida é que ela é eterna e que independente da visão de mundo ou da crença que se tenha a vida sempre caminhará para a evolução. O espírito subirá os degraus do adiantamento por sua verdade interna, por sua sabedoria adquirida nas experiências da vida. O pensamento aliado aos sentimentos e às atitudes são os fundamentos que nos lançam para o êxito. Então, para que serve a religião? Apenas para nos fazer olhar para a luz da sabedoria maior. Diante dessa incontestável verdade, o homem pensa que o caminho é o ecumenismo. Mas, não é. Se o ecumenismo for aceitar todas as religiões como parte da verdade, então não é o caminho, porque pensar assim é quase semelhante ao pensamento panteísta. E o pensamento panteísta é apenas mais uma forma de pensar, assim como o ecumenismo também o é. Não se trata de ser ecumênico, mas sim de olhar para o espírito tanto do encarnado quanto do desencarnado e reconhecer que o seu momento é a sua busca, pois estando inserido num ou noutro grupo, ele não deixa de ser espírito e não deixa de necessitar da evolução. E onde está a verdade? Não se enganem, pois não está em nenhuma religião, está apenas dentro de cada um de nós, assim como disse Cristo: “O Reino de Deus está dentro de cada um de vós”. Da mesma forma que Ele também disse: “Encontrareis a verdade e a verdade vos libertará”. Por que esta é a verdade. A verdade é que a vida é eterna e que temos que nos reconhecer em nossa semelhança de espíritos. E que qualquer conhecimento terráqueo é apenas expressão da busca maior. Pela história, nós vimos nascer o Judaísmo, o Catolicismo, o Cristianismo dos apóstolos e de Paulo de Tarso assim como e de Lutero e outros, também vimos nascer o Budismo, o Maometismo, o Espiritismo com Kardec e, enfim muitas outras sabedorias, para não esquecermos que a vida antecede todos os ismos. Por isso não se prendam a correntes de religiões, seitas ou filosofias. Apenas reguem no interior de vocês o amor, a empatia e a fraternidade. Pois, não se avalia um espírito pela visão de mundo que carrega, mas sim pelos pensamentos que se expressam nas palavras e, sobretudo nas atitudes.
Deus abençoe a cada um de vocês e amem-se uns aos outros. Como disse Cristo: “Não devemos nada a ninguém, a não ser o amor que devemos uns aos outros”
A paz de Cristo.